Melhores dados, melhores cuidados

Melhores dados são fundamentais para melhorar os resultados, a gestão quer de doenças crônicas quer da saúde da população. Os dados devem ser mantidos e acedidos durante toda a vida do paciente.

Registos de saúde duradouros exigem dados abertos

Como é que vamos aceder às grandes quantidades de dados de saúde, que temos hoje, daqui a 50 anos?


Image

Dados de saúde proprietários

A maioria dos dados de saúde estão dependentes do fornecedor, proprietário, associados ao aplicativo que os produziu.


Perda de dados e migração

Os sistemas não foram concebido para que os dados se mantenham após a existência do aplicativo, tornando os registos de saúde ao longo da vida problemáticos. Quando uma mudança de aplicativo ocorre, uma grande quantidade de dados é perdida.

Image

Image

Dados estruturados armazenados em silos

Curiosamente, alguns tipos de dados, como imagens e documentos estão já a ser armazenados em repositórios independentes a fornecedor.

O problema é, os dados clínicos estruturados ainda são mantidos em tais silos. Para piorar a situação, os cuidados de saúde estão a gerar mais de 3 petabytes de tais dados não interoperáveis, em silos, por dia, apenas nos EUA!


Dados abertos

Uma vez que estes dados devem ser compartilhados entre aplicativos e mantidos durante o tempo de vida do paciente, devem também se tornar abertos e independentes do aplicativo e fornecedor. O que aconteceu com as imagens e documentos tem que acontecer a todos os dados de saúde.

Sendo assim, nós vemos dados de saúde abertos e independentes de fornecedor como um requisito fundamental para o futuro.

Image

Acesso móvel a dados de saúde

A revolução móvel mudou a forma como os utilizadores consomem o conteúdo dos aplicativos. O dispositivo de escolha é móvel


Image

Acesso aos dados de saúde

Grandes aplicativos monolíticos estão a ser divididos em aplicativos menores, focados em um conjunto de características relevantes. Então, eu tenho um aplicativo para dados sobre minha forma física, outro para os meus níveis de açúcar e um terceiro para verificar os meus resultados laboratóriais.

O problema é, esses aplicativos não conversam entre si.

Plataforma de dados de saúde aberta

E se todos esses aplicativos pudessem se ligar na mesma plataforma de dados?


Apresentando a Think!EHR platform!

Uma plataforma de dados de saúde baseada em modelos de dados clínicos abertos e fornecidos pela comunidade, proporcionando, por um lado as APIs e ferramentas que permitem a integração em ambientes existentes e por outro as APIs e ferramentas para que desenvolvedores de aplicativos possam construir facilmente a próxima geração de aplicativos de saúde atraentes.

Image

Em utilização

Exemplos dos benefícios que a nossa plataforma tem prestado aos nossos clientes.


Programas de eSaúde

Programas de eSaúde como a cidade de Moscow, usam a Think!EHR Platform para garantir que terão dados de qualidade para os seus 12 milhões de habitantes nos anos vindouros, através da implantação da nossa plataforma e fomentando a competição entre os fornecedores pela funcionalidade do aplicativo ao invés de os trancar em modelos de dados proprietários.

Image

Image

Fornecedores de EHRs

Fornecedores de EHRs como a Cambio Healthcare Systems da Suécia podem conseguir uma vantagem significativa no tempo de comercialização, ao proporcionar aos seus clientes soluções como aplicativos de apoio à decisão clínica que são portáteis em toda a sua base de clientes.

Vá da ideia a aplicativo em uma hora!

Imagine que poderia ir desde a ideia ao aplicativo em uma hora? Imagine uma iniciativa de gestão de diabetes. Um analista e um clínico iriam selecionar os modelos clínicos necessários, desenhar os formulários usando um construtor visual e publicá-los para uso imediato pelos aplicativos existentes. Depois de os dados terem sido inseridos, eles poderiam desenhar os relatórios exigidos para análise.

DE IDEIA A APP EM 1 HORA